Um saco por uma causa

A marca re.store é uma marca com propósito que pretende contribuir para a mudança de pequenos mundos, via inclusão.

A nossa iniciativa ‘Um Saco Por Uma Causa’ pretende ajudar causas sociais com propósito as quais, através da venda dos nossos produtos, possam contribuir financeira e emocionalmente para a solução de uma necessidade social devidamente validada.

SIC Esperança

Saco Solidário

A SIC Esperança é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, cujo principal objetivo é sensibilizar a sociedade civil para os problemas sociais existentes em Portugal e contribuir para os resolver.

Saiba mais em: www.sicesperanca.pt

Em dezembro de 2020, a SIC Esperança juntou-se à re.store® para criar o Saco Solidário SIC Esperança by re.store® e ao adquiri-lo estará a remunerar a instituição e/ou associação e/ou causa social que o confecionou, bem como a contribuir com um valor extra para uma linha de financiamento criada pela SIC Esperança e destinada a apoiar projetos de Instituições Particulares de Solidariedade Social que combatam os efeitos causados pela pandemia da COVID-19.

Bombeiros Voluntários de Amares

Os Bombeiros Voluntários de Amares são uma instituição que conta com mais de 100 anos de história ao serviço da população. Desde 1909 que, como soldados da paz, colocam em prática o seu lema “Vida por Vida” ao serviço de todos nós.

Saiba mais em: www.bvamares.pt

Em dezembro de 2020, a re.store® e a Quelha Branca – empresas de Amares – decidiram criar o Cabaz de Natal Solidário para ajudar os Bombeiros Voluntários de Amares. Ao adquiri-lo estará a contribuir para a economia local, a remunerar a instituição e/ou associação e/ou causa social que confecionou a bolsa que o compõe, e a consumir produtos biológicos certificados e locais, da Terra da Laranja.

Para além disso, estará também a contribuir diretamente com €2,00 para ajudar os Bombeiros Voluntários de Amares.

E lembre-se “A natureza da união é unir, a propriedade multiplicar: e para que a união faça de poucos muitos é necessário que de muitos e de todos faça primeiro um só!” Padre António Vieira, in Sermões